Publicidade

Uncategorized

Confira 10 dicas para planejar as finanças e ficar no azul em 2018

Por  | 

Pesquisa do Banco Central mostra que mais da metade dos brasileiros não planeja o orçamento da família; outros dois terços não poupam para os momentos de aperto. Se você se encaixa nesses perfis, confira algumas dicas para mudar o jogo.

1. Tenha um orçamento mensal

O mais importante aqui é considerar que as despesas não podem ser maiores que as receitas, ou seja, seus gastos não podem ser maiores do que o que você recebe. Junte recibos, extratos e seja sincero consigo mesmo: entenda para onde seu dinheiro está indo todo mês, conheça suas despesas fixas, o valor exato das dívidas e no que você poderia gastar menos.

2. Registre os gastos

Pode ser em uma agenda, uma planilha digital ou até em um aplicativo do celular. O que importa é não perder a conta dos gastos. Para entender melhor os dados, agrupe as despesas por tipo, como “despesas com alimentação” e “contas mensais”, por exemplo. Toda a família deve participar!

3. Trace objetivos

Viajar? Trocar de carro? Comprar uma casa? Fazer uma reforma? Tenha claros os sonhos e objetivos para o seu futuro ou metas comuns para a família. Assim, fica mais fácil se organizar e poupar.

4. Se sobrar dinheiro, poupe

Tenha cuidado com compras impulsivas, financiamentos, parcelamentos e outros compromissos que podem impedir a realização dos seus sonhos. Caso sobre dinheiro no final do mês, tente poupar ou investir.

5. Procure soluções para as dívidas inadimplentes

Algumas pendências têm juros muito altos e podem ser substituídas por dívidas menos caras, com taxas menores. Por exemplo, quitar a conta atrasada do cartão de crédito com o valor que solicitou em um empréstimo consignado no seu banco te ajuda a trocar uma dívida cara por uma mais barata. Consulte os bancos e também as instituições para as quais você deve. Não tenha vergonha de negociar!

6. Evite usar crédito

O cartão de crédito, o cheque especial e os financiamentos só devem ser utilizados quando realmente forem necessários, como em situações de emergência, ou para aproveitar oportunidades e antecipar um gasto.

 7. Pesquise e faça listas

Comparar os preços entre as lojas é essencial para fazer bons negócios. Antes de sair de casa, faça uma lista com os itens que realmente precisa, como no caso de alimentos e itens de higiene e limpeza, e não vá ao supermercado com fome. Assim, compras feitas por impulso são evitadas.

8. Tenha cuidado com os juros

Procure entender como vão ser cobrados os juros de contas parceladas, dívidas atrasadas e financiamentos. Não seja pego de surpresa pelas faturas e valores muito maiores do que os que você estimava inicialmente.

9. Informe-se

Esteja antenado com os direitos do consumidor, possibilidades de investimento e temas relacionados às finanças pessoais. Dessa forma, você pode escapar de golpes e armadilhas financeiras usando o seu dinheiro da melhor forma.

10. Evite desperdícios

Fique atento ao desperdício de comida, água e luz em casa: sempre verifique a validade dos alimentos, não deixe torneiras abertas e luzes acesas, tente métodos de reaproveitamento de água e outros recursos. Além de suas contas ficarem mais baixas, você vai ajudar o planeta.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Banco Central e do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec)

Gostou? Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *