Publicidade

Esporte

Em treino tático, Guto Ferreira arma possível time da estreia

Por  | 

Depois da saída de Guto Ferreira, em meados do ano passado, o Bahia passou pelo estilo de posse de bola de Jorginho, pela retranca de Preto Casagrande e pelo toque diferenciado de Paulo César Carpegiani.

Em 2018, o torcedor pode fazer uma leve volta no tempo para ter uma ideia de como a equipe vai atuar já na estreia da temporada, dia 18, contra o Botafogo-PB, pelo Nordestão. No primeiro trabalho tático realizado no campo do Fazendão desde seu retorno, Guto montou a equipe no mesmo 4-2-3-1 que usava em sua primeira passagem pelo Esquadrão. Também trabalhou detalhes importantes de sua filosofia de jogo, como a marcação por pressão e a transição rápida ao ataque.

Quanto à escalação, seis dos jogadores escolhidos já eram titulares com ele antes: Tiago, Lucas Fonseca, Edson, Zé Rafael, Régis e Edigar Junio. Os quatro atletas que completaram a formação de linha são reforços contratados para esta temporada: João Pedro, Léo Pelé, Nilton, e Elber (confira no infográfico como foi a distribuição dos jogadores no gramado, com o acréscimo de Douglas, anunciado oficialmente nesta terça-ferira, 9, no gol).

Esta equipe foi escalada no momento em que o técnico tricolor armou uma espécie de coletivo tático. Antes, porém, ele trabalhou com os jogadores separando-os em setores. Nesta atividade, Elton treinou como titular no lugar que depois ficaria com Nilton, o que gera uma dúvida. Enquanto Nilton se parece mais com Edson e confere boa estatura à ala defensiva do meio-campo, Elton tem como característica ir à frente.

“Eu fico mais confortável como segundo volante, gosto de jogar mais perto do gol. Mas estou à disposição dele [Guto Ferreira]. Se precisar como primeiro volante, posso fazer também”, afirmou Elton, que concedeu neste terça sua primeira entrevista coletiva como jogador do Bahia.

O meio-campista de 27 anos, revelado pelo Internacional e que defendeu a Ponte Preta no ano passado, destacou o enfoque do trabalho de Guto na “saída de bola”. No treino desta terça, o técnico testou a capacidade do time de fazer bem a transição defesa-ataque, tanto com a bola no chão quanto em lançamentos na diagonal dos zagueiros mirando os atacantes de ponta.

Guto Ferreira também insistiu na movimentação para pressionar a defesa do adversário, uma característica marcante de suas equipes, e deslocou o volante Edson para se alinhar aos zagueiros em alguns momentos.

Com o coletivo tático já em andamento, o técnico do Esquadrão promoveu alterações. Nino Paraíba, Juninho, Elton, Vinícius e Hernane entraram, respectivamente, nos lugares de João Pedro, Edson, Nilton, Régis e Edigar.

 

Por: A Tarde

Gostou? Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *